Autoral x comercial

Algumas fotos não caem bem à primeira vista e precisam voltar à prancheta.

Talvez esta seja a diferença primordial entre o processo autoral e uma foto comercial. Clientes acompanham prazos, que acompanham pressas. Ainda que a qualidade seja fundamental, ela é segunda ao tempo. Se a revista fecha no dia seguinte, ninguém vai esperar o fotógrafo encontrar a combinação perfeita de luz e composição escondida em sua cabeça. Se ele conseguiu um resultado satisfatório no prazo estipulado, volta a ser chamado. Caso contrário, dá a vez ao próximo.

O mesmo não ocorre com o trabalho autoral. Você dispõe de todo tempo do mundo para chegar ao resultado que quer, não aquele que apenas aceita. As únicas barreiras são a própria capacidade, a ansiedade e, eventualmente, err….. a morte (kafka e mozart quem o digam).

A verba de trabalhos comerciais pode oferecer produções maiores e acesso a profissionais melhores, mas somente o trabalho autoral permite que se exercite a fundo o olhar, o senso crítico e a paciência.

A foto abaixo é o primeiro esboço de uma ideia. Ela faz parte da minha série Paper Books, em que personagens e histórias saem do livro, sem perder a identidade de papel. Neste caso, “A insustentável leveza do ser”, de Milan Kundera.

Insustentável leveza

A foto em alta impressiona um pouco pela nitidez. Mas não mais do que isso. O resultado não passava a sobriedade e o silêncio que gostaria. A luz é óbvia, com “cara de estúdio”, as sombras muito claras, o fundo vazio e o pote de tinta sem graça. Ainda assim, o conceito da pena com o texto original em checo é uma ideia que não poderia ser perdida.

Então, mais de um ano depois, fiz esta alternativa e fiquei feliz:

34334138590_5a612e4d84_o.jpg

Neste caso, menos foi mais. A pena é forte o suficiente sem outros objetos. A textura fez uma moldura interessante e as sombras ajudaram a moldar o formato da pena.

Pode até ser que no futuro passe a enxergar com melhores olhos a primeira foto. Duvido um pouco que deixe de gostar da segunda.

Como a pena foi feita? Ilustrator, Silhouette, pinça e mãos habilidosas.

_MG_0197.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s